sábado, 13 de março de 2010

Notícia: Hospital Ouro Verde inicia terapia com animais para crianças e adultos

video

(Video: Reportagem realizada pela Band Campinas)

10/03/2010 - 17:46
Assessoria de Imprensa da Saúde

O Complexo Hospitalar Ouro Verde (Chov), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realiza na tarde desta sexta-feira, às 14h, o lançamento de sua terapia assistida com animais. As ações serão desenvolvidas em parceria com a organização não governamental (ONG) Atividade, Terapia e Educação Assistida por Animais de Campinas (Ateac), que conta com 43 voluntários. O atendimento será desenvolvido junto à clínica pediátrica e à clínica de adultos do complexo hospitalar.

As visitas da equipe com os cães para a terapia assistida ocorrerão sempre nas tardes das quintas-feiras. Por meio deste programa poderão ser executadas atividades terapêuticas como estimulação sensorial e fortalecimento muscular. A mesma entidade já atua em parceria com o Centro de Referência do Programa Municipal de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (PMDST/Aids), Fundação Pestalozzi de Campinas, Centro Corsini, Hospital Municipal Doutor Mário Gatti, entre outras instituições.

Para participar dessas atividades, os animais são submetidos à higienização, dentro do que é exigido pelas normas de controle de infecção hospitalar. Para serem utilizados nestes trabalhos, os cachorros, além de receber treinamento e cuidados específicos, devem ser dóceis, carinhosos e reconhecida afeição por pessoas. Segundo informação da Ateac,os animais passam por um teste rigoroso de saúde e comportamento com profissionais especializados.

Ateac

A Ateac é uma ONG sem fins lucrativos que trabalha com atividade, educação e terapia assistida por animais, em que os cães são utilizados como auxilio em tratamentos nas mais diversas áreas de saúde e processos educativos. A terapia assistida com animais existe há mais de 50 anos em diversos países e no Brasil há pelo menos quinze anos.

A Ateac tem registro no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) e título de Utilidade Pública. O trabalho envolve uma equipe profissional de psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, pedagogos, médicos, veterinários da área clínica e de comportamento animal, além de outros profissionais.

A saúde dos animais é submetida à aceitação pelo Conselho de Infectologia e Conselho de Ética do Hospital Mario Gatti, onde, dentro da enfermaria infantil e semi-intensiva, os cães são levados até as camas de pacientes impossibilitados de sair do leito. Os atendimentos são realizados nos mais diferentes espaços: salas de aula, salas de atendimento de terapias formais, quartos de hospitais, salas de espera de exames médicos, quadras, em domicílios etc.

No Complexo Hospitalar Ouro Verde, os animais ficarão na brinquedoteca do hospital e também serão levados aos leitos dos pacientes, exceto os que, por algum motivo se encontrarem em isolamento. Cerca de 60 pacientes deverão ser beneficiados com esta terapia, preferencialmente os internados por períodos maiores.

Fonte: Aqui

Nenhum comentário: